10 de maio de 2015

Para Todas as Mães

       


MÃE...
São três letras apenas,
As desse nome bendito:
Três letrinhas, nada mais...
E nelas cabe o infinito
E palavra tão pequena-confessam mesmo os ateus-
És do tamanho do céu
E apenas menor do que Deus!

(Mario Quintana)






9 de maio de 2015

Uma Linda Canção



Se você disser que não me ama 
Tem que me dizer mais de uma vez 
Tem que me fazer acreditar 
Em coisas que eu não quero ouvir 
Tem que dizer tudo que eu detesto 
Que não me suporta, que eu não presto 
Tem que repetir por muitas vezes 
Que não quer saber de mim

Tem que me dizer coisas horríveis 
Inacreditáveis, impossíveis 
Coisas que um homem não suporta 
Ter que ouvir de uma mulher

Tem que me dizer que eu vá embora 
Me botar daquela porta afora 
E mesmo assim não sei se desse jeito 
Em tudo isso vou acreditar

Tem que disfarçar o seu desejo 
E não se excitar quando eu te beijo 
Porque qualquer pequeno gesto seu 
É um bom motivo pra eu ficar

Tem que me dizer coisas horríveis 
Inacreditáveis, impossíveis 
Coisas que um homem não suporta 
Ter que ouvir de uma mulher

Tem que me dizer que eu vá embora 
Me botar daquela porta afora 
E mesmo assim não sei se desse jeito 
Em tudo isso vou acreditar

Tem que disfarçar o seu desejo 
E não se excitar quando eu te beijo 
Porque qualquer pequeno gesto seu 
É um bom motivo pra eu ficar

Se você disser que não me ama 
Tem que me dizer mais de uma vez 
Se você disser que não me ama 
Tem que me dizer mais de uma vez

30 de abril de 2015

No Tempo de Deus




De nada adianta tentarmos antecipar o tempo na busca da felicidade, do amor e da justiça. Precisamos aprender que “Tudo acontece no Tempo de Deus”, não no tempo do homem.



No Tempo de Deus acontece a justiça!
No Tempo de Deus os humilhados são exaltados!


Deus tudo sabe, tudo vê. É ele quem decide o tempo de cada um de nós de acordo com o merecimento individual de cada um. Ele sabe quem somos, o que fazemos, o que pensamos.


O Tempo de Deus não é o nosso tempo!



Para tudo há um momento certo, há um tempo para cada propósito.

Existe o "Tempo de Nascer e o Tempo de Morrer", o "Tempo de Plantar e o Tempo de Colher". 

Se você foi humilhado, se você foi injustiçado, tenha paciência, no Tempo de Deus a justiça ocorrerá. Aquele que te magoou e ofendeu será responsabilizado pelos seus atos diante de Deus. É apenas uma questão de tempo!

Lembre-se, "A Vida Anda".

"QUE EU..."

Izzo Rocha


25 de abril de 2015

A Importância de Lutar Pela Relação.


Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também. Tá me entendendo? Eu sei que sim.

Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinho não vou. Não tem como remar sozinho, eu ficaria girando em torno de mim mesmo.Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também!

Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe.

E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir.

Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.

Remar.
Re-amar.
Amar.

Caio Fernando Abreu


19 de abril de 2015

Uma Oração Poderosa e de Arrepiar!


Pai nosso que estais no céu
Santificado seja o teu nome
E venha a nós o teu reino
E seja feita a tua vontade

Pai, meu pai do céu, meu pai do céu
Eu quase me esqueci, me esqueci
Que o teu amor vela por mim, vela por mim
Que seja feito assim

Meu pai, meu pai do céu, meu pai do céu
Eu quase me esqueci, me esqueci
Que o teu amor vela por mim, vela por mim
Que seja feito assim

O alimento desse dia
Dai-nos agora e sempre
E perdoai nossas ofensas
De um modo maior com que perdoamos

Pai, meu pai do céu, meu pai do céu
Eu quase me esqueci, me esqueci
Que o teu amor vela por mim, vela por mim
Que seja feito assim

Meu pai, meu pai do céu, meu pai do céu
Eu quase me esqueci, me esqueci
Que o teu amor vela por mim, vela por mim
Que seja feito assim

E não nos deixeis cair em tentação
Mas livrai-nos de todo o mal,

AMÉM 


11 de abril de 2015

Uma Chance para Viver


Assista o vídeo completo. Você vai se emocionar!
Exemplo de Determinação, Coragem e Persistência.
A Luta pela prática do BEM. 


Uma mulher que já havia perdido a luta contra o câncer, nos seus últimos momentos da existência escreveu um desabafo que poderíamos intitular: se eu tivesse uma segunda chance.
 
Dizia mais ou menos assim:
 
Se eu tivesse minha vida para viver novamente eu falaria menos e ouviria mais. Eu convidaria os amigos para o jantar mesmo que o carpete estivesse sujo e o sofá desbotado.
 
Eu comeria pipoca na sala de estar com as crianças e me preocuparia menos com a sujeira quando alguém pensasse em acender a lareira.
 
Eu tiraria um tempo para ouvir meu avô contar-me sobre sua juventude e jamais insistiria para que as crianças fechassem as janelas do carro no verão, por causa do meu cabelo, que havia acabado de arrumar.
 
Eu acenderia aquela vela em forma de rosa, antes dela se desmanchar. Eu me sentaria no chão com meus filhos, sem me preocupar com a roupa. Eu choraria menos assistindo televisão e viveria mais intensamente a minha vida.
 
Eu iria para cama quando estivesse doente ao invés de agir como se o mundo fosse acabar, caso eu não saísse naquele dia.
 
Ao invés de ficar reclamando durante os nove meses de gravidez, eu aproveitaria cada momento pensando em como a vida que se desenvolvia dentro de mim era um milagre de Deus.
 
Quando os meus filhos me beijassem e abraçassem espontaneamente, eu jamais diria, "mais tarde! Agora vamos lavar as mãos para jantar".
 
Haveria mais "te amo"... mais "me desculpe", mas, principalmente, se tivesse a minha existência prolongada, eu iria aproveitar cada minuto... vivê-lo intensamente... e nunca desperdiçá-lo.
 
Mas isso tudo, era se eu tivesse uma segunda chance...
 
***
 
Aquela mulher não teve sua existência prolongada para refazer o caminho e repensar valores, mas você ainda tem tempo. Pense na importância de cada minuto e o utilize para construir a sua felicidade e a felicidade daqueles que você ama.
 
Conquiste novos amigos, dê atenção aos já conquistados e conviva mais com os filhos e demais familiares.
 
Adquira o hábito da leitura saudável e busque aprender um pouco mais sobre as leis que regem a vida espiritual, que é para onde você irá mais cedo ou mais tarde.
 
Viva intensamente cada momento de sua existência, mas com moderação. Preste atenção no que as pessoas lhe dizem e cuide bem da sua saúde.
 
Doe um pouco do seu tempo aos velhos abandonados nos asilos.
 
Dê afeto a uma criança órfã.
 
Distribua alegria aos que caminham tristes e sós.
 
Renove as esperanças de alguém.
 
Não dê tanta importância às aparências exteriores, nem ao que pensam de você.
 
E lembre-se de que o que realmente importa é estar bem com a própria consciência.
 
Pense nisso!
 
O dia que amanhece é uma chance a mais que o criador lhe concede para que você construa a sua felicidade.
 
Cada hora desse dia é oportunidade renovada a cada sessenta segundos.
 
Cada minuto que passa é sempre tempo de pensar ou repensar posturas, atitudes, valores.
 
Considerando tudo isso, entendemos muito bem que Deus não nos oferece apenas uma segunda chance, mas muitas chances num só dia. Para ser mais exato, vinte e quatro horas de oportunidades por dia, sessenta minutos de chances por hora e sessenta segundos por minuto.
 
E sabemos que para uma tomada de decisão, não precisamos mais que um décimo de segundo.

Pensemos nisso!


Fonte: Forum Espírita.

5 de abril de 2015

Obrigado Deus! Meu 3º Aniversário.




Uma benção de Deus!

Neste domingo de páscoa estou completando o meu 3º Aniversário pós-cirurgia cardíaca! 

Em todos os momentos da minha vida o Senhor Deus sempre esteve ao meu lado conduzindo as minhas atitudes, ações e reações, iluminando o meu caminho, a minha estrada.

Mestre Jesus, Senhor Deus:

Obrigado por me permitir conhecer e conviver com os meus Netos.
Obrigado por me conceder uma Moratória de Vida!

É na força do BEM e no poder do PERDÃO que eu me apego e por isso agradeço imensamente a Jesus e ao Senhor todos os dias da minha vida, da minha existência.

Te Amo!

Izzo Rocha

Reitero o meu agradecimento a minha família, aos amigos verdadeiros, a competente equipe médica que me operou, aos enfermeiros e as enfermeiras do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, que todo apoio e assistência me deram.

4 de abril de 2015

Data Limite

           

Um documentário que reúne vídeos e declarações do próprio Chico Xavier e de outras pessoas próximas ou não a ele. A data limite foi criada pelo astral superior que rege o nosso planeta na forma espiritual e cujo mestre principal é Jesus Cristo, e expira em 20-07-2019, a humanidade depende disso para continuar sua trajetória espiritual neste planeta.


Muito interessante, veja o vídeo completo! 

3 de abril de 2015

Estimativa de Vida




Quando encarnamos, recebemos uma carga de fluido vital (fluido da vida). Quando este fluido acaba, morremos. Somos como a pilha que com o tempo vai descarregando.

Chegamos ao ponto que os remédios já não fazem mais efeito. Daí não resta outra alternativa senão trocar de “roupa” e voltar para a escola planetária.

A quantidade de fluido vital não é igual em todos seres orgânicos. Isso dependerá da necessidade reencarnatória de cada um de nós.

Quando chegamos á Terra cada um tem uma “estimativa de vida”. Vai depender do que viemos fazer aqui. A pessoa que está estimado viver em torno de 60 anos receberá mais fluido que a pessoa que está estimado viver 20 anos.

André Luiz, através da psicografia de Chico Xavier, explica que poucos são completistas, ou seja, nascemos com uma estimativa de vida e, com os abusos, desencarnamos antes do previsto, não completamos o tempo estimado, isso chama-se suicídio indireto.

Se viemos acertar as pendências biológicas por mau uso do corpo, como o suicídio direto ou indireto, nós vamos ficar aqui pouco tempo.

É só para cobrir aquele buraco que nós deixamos. Exemplo:Se nossa estimativa de vida é 60 anos e nós, por abusos, desencarnamos aos 40 anos, ficamos devendo 20 anos.

Então, na próxima encarnação viveremos somente 20 anos. Mas há outros indivíduos que vem para uma tarefa prisional. E daí vai ficar, 70, 80, 90, 100 anos. Imaginamos que quem vira os 100 anos está resgatando débitos. Porque vê as diversas gerações que já não são as suas. E o indivíduo vai se sentindo cada vez mais um estranho no ninho.

Os jovens o olham como se ele fosse um dinossauro. Os da sua idade já não se entendem mais porque já faltam certos estímulos (visuais, auditivos, etc.). Já não podem visitar reciprocamente, com raras exceções. Tornam-se pessoas dependentes dos parentes, dos descendentes para levar aqui e acolá. Até para cuidar-se e tratar-se.

Então, só pode ser resgate para dobrar o orgulho, para ficar nas mãos de pessoas que nem sempre gostam dela. Alguns velhos apanham, outros são explorados na sua aposentadoria, outros são colocados em asilos onde nunca recebem visitas. Em compensação, outros vêm, cuidam da família, educam os filhos em condição de caminhar, fecham os olhos e voltam para a casa com a missão cumprida com aqueles que se comprometeu em orientar, impulsionar, a ajudar.

Por isso, precisamos conversar com os jovens. Dizer a eles que é na juventude que a gente estabelece o que quer na velhice, se chegar lá. E que vamos colher na velhice do corpo o que tivermos plantado na juventude.

Se ele quiser ter um ídolo, que escolha alguém que esteja envolvido com a paz, com a saúde, a ética, ao invés de achar ídolos da droga, do crime, das sombras. E aqueles que não tem jovens para orientar e que estão curtindo a própria maturidade, avaliar o que fizeram da vida até agora. Se a morte chegasse hoje, o que teriam para levar?

Se chegarem a conclusão que não tem nada para levar lembrem que: HÁ TEMPO! Enquanto Deus nos permitir ficar na Terra, HÁ TEMPO para fazermos algum serviço no Bem, seja ao próximo ou a nós mesmos: estudar, aprender uma língua, uma arte, praticar um esporte.

Enquanto respirarmos no corpo perguntemos: “O QUE DEUS QUER QUE EU FAÇA?” Usemos bem o fluido que nos foi disponibilizado. 

ATENÇÃO: a vida bem vivida pela causa do Bem pode nos dar “MORATÓRIA”, ou seja, uma sobrevida, uma dilatação do tempo de permanência do Espírito no corpo de carne. Por isso vemos muitos trabalhadores do BEM desencarnando com idade bem avançada. Estes receberão uma carga extra de fluido vital para estender seu tempo no corpo físico. Então, há idosos em caráter expiatório e em caráter de moratória. 

Fonte: Fórum Espírita.


 




22 de março de 2015

Frases Motivacionais



MOTIVAÇÃO é o “ato ou efeito de motivar. É um conjunto de fatores psicológicos (conscientes ou inconscientes) de ordem fisiológica, intelectual ou afetiva, os quais agem entre si e determinam a conduta de um indivíduo".

O sucesso pessoal e empresarial é dependente da motivação, sem ela não existem vontades e desafios, o que torna a conquista algo difícil de ser alcançado.

Apresento no vídeo acima diversas frases de minha autoria, relacionadas a MOTIVAÇÃO, criadas a partir da minha experiência pessoal e profissional.

Conheça !

Izzo Rocha

20 de março de 2015

Vai lhe fazer um enorme bem !

       


Você já se sentiu mal, por não ter coragem de pedir desculpas ? Deve ser uma sensação terrível! Principalmente se quem você magoou/humilhou não merecia tais atitudes da sua parte. O arrependimento e a consciência pesada nos adoece e nos torna infeliz!

A Vida Anda e o mundo gira. Tudo que fizermos com palavras, ações, maldade e injustiça, ainda que venhamos esquecê-las, um dia nos retornará de forma mais intensa porque a colheita é sempre maior que o plantio.


Não há nobreza maior do que o reconhecimento do erro praticado. Se desculpar, entretanto, não nos garante o restabelecimento do relacionamento com quem magoamos /humilhamos.

Se você tem certeza que errou, crie coragem e tente se desculpar. Todos tem direito ao PERDÃO. Isto vai lhe fazer um enorme bem!

Não podemos voltar o tempo, mas podemos tentar nos redimir. 

Izzo Rocha


19 de março de 2015

A Última Impressão é a que Fica.

         

Esta história de que  “A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA”, não passa de falácia, de uma grande jogada de marketing.

A realidade é que “A PRIMEIRA IMPRESSÃO POSSIBILITA”, seja um emprego, uma entrevista, um encontro, uma oportunidade, a venda de produtos e serviços, uma amizade, uma paixão, um amor, etc. Assim sendo, a primeira impressão é importante, mas, de fato, a impressão que fica É A ÚLTIMA!

Todos nós já encontramos e ainda vamos encontrar pessoas maravilhosas que nos encantam no primeiro momento, podendo assim surgir uma grande amizade, uma paixão ou até um amor. A vida é assim.

Acontece, porém que muitas vezes a pessoa maravilhosa que nos encantou, ao longo da convivência nos proporciona decepções, humilhações e todo tipo de falsidades e maldades, revelando assim o seu verdadeiro caráter. É esta IMPRESSÃO QUE FICA!

O inverso também é verdadeiro, ou seja, em algum momento você "não foi com a cara" de uma pessoa quando a conheceu, mas depois, com a convivência, descobriu tratar-se de uma pessoa boa, que não era nada daquilo que parecia ser e hoje, quem sabe, são até amigos!

Eu por exemplo, tive amigos que pelas últimas atitudes praticadas revelaram-se pessoas falsas, de mau-caráter. Posso até estar enganado, mas  “A ÚLTIMA IMPRESSÃO É A QUE FICA”. Infelizmente foi esta impressão que ficou, é este conceito que tenho dessas pessoas. Uma realidade triste e lamentável!

Assista ao vídeo, tem outros exemplos e revelações interessantes sobre este tema.

Lembre-se sempre, "A Vida Anda"
Izzo Rocha

5 de março de 2015

Aprendi...

              

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto. 

Aprendi que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las. 

Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos. Que posso usar meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando. 

Eu aprendi... Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida. Que por mais que se corte um pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho. 

Aprendi... Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência. Mas, aprendi também, que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei. 

Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles. Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem. 

Aprendi que perdoar exige muita prática. Que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue expressar isso. 

Aprendi... Que nos momentos mais difíceis a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas. 

Aprendi que posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel. 

Que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são impossíveis, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso. 

Eu aprendi... que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, que eu tenho que me acostumar com isso. 

Que não é o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro. 

Aprendi que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso. 

Eu aprendi... Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto. 

Aprendi que numa briga eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver. Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e que quando duas pessoas não discutem não significa que elas se amem. 

Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também. Isso faz parte da vida. 

Aprendi que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes. 

Aprendi também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio. 

Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critério. E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos. 

Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre. 

Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.

William Shakespeare

3 de março de 2015

Agradecimento pelo record de acessos ao Blog


        

Como responsável pela criação, edição e manutenção do Blog do Izzo Rocha, quero registrar o meu agradecimento aos amigos leitores pelos 25.628 acessos realizados até 16/03/2015.

O Blog do Izzo Rocha começou como um passatempo e acabou se transformando em um local onde você encontra textos, frases e assuntos que retratam realidades sociais e sentimentais da vida humana.  

É uma enorme satisfação poder comemorar as inúmeras visitas, participações e sugestões encaminhadas ao blog.

Atualmente o Blog do Izzo Rocha recebe visitas e contatos de pessoas de todo o Brasil e de diversos países, com destaque para Estados Unidos, Portugal, Angola, Reino Unido, Austrália, Itália, Rússia, Alemanha, Espanha e vários outros.

Obrigado a todos que diariamente visitam e fazem contato comigo. É impressionante como a cada dia aumenta o número de visitas/participações.

Me tornei uma pessoa conhecida em várias cidades do Brasil e em diversos países, algo que muito me emociona.

Envie a sua matéria, participe do Blog do Izzo Rocha!

Como regra básica, os assuntos divulgados, em sua maioria,  retratam ocorrências da vida humana.

Vocês fazem parte do sucesso do meu Blog.
Obrigado a Todos!

Izzo Rocha

A música do vídeo acima é uma homenagem ao Brasil, minha pátria querida que infelizmente está passando por grave crise política, econômica e social.

Que Deus abençoe o BRASIL!


24 de fevereiro de 2015

Você tem coragem para recuar?


“A vida é tecelã imprevisível, e ponto dado aqui, vez em quando só vai ser arrematado lá na frente." (Caio Fernando Abreu )

Na vida tudo tem o seu momento. Assim como temos estratégias de ataque, temos também que nos preparar com as estratégias de recuo, de defesa.

Sabe quando amanhece e sua esperança já está anoitecendo? Quando a vida pede paciência e você já está "explodindo" de ansiedade? 

Essa é a hora de recuar, de esperar, de ficar à margem de tudo o que você acredita ser o "certo", para olhar de longe, ter nova perspectiva, tomar fôlego e investir de novo na vida com a esperança e a confiança renovada. 

Se sua visão está limitada, experimente olhar mais de longe. Questione, duvide. Alcance novas formas de se enxergar. 

Recuar muitas vezes é sinal de FORÇA e CORAGEM. Assumir nossas fraquezas e reconhecer o momento de recuar em determinada situação só demonstra o quanto inteligentes somos.

Em certos momentos da vida somos obrigados a recuar para em seguida avançarmos com mais garra, determinação e estratégia, ou seja, precisamos “RECUAR PARA VENCER”. 

Acredite, pra tudo tem uma saída, uma solução!

Pense nisto! 


13 de fevereiro de 2015

Acalma o meu Coração.


Um dos piores castigos que podemos receber é o arrependimento pela certeza do mal cometido. Aquele que se arrepende está convicto que seus atos causaram o mal à alguém. Quando isto acontece o sofrimento é enorme, podendo ocasionar ao arrependido enfermidades físicas e psicológicas.
A cura para este mal tão grave, é o perdão, porém para conquistá-lo é preciso ter humildade, fé e coragem.

O primeiro passo é você arrepender-se perante Jesus, perante Deus, isto irá acalmar o seu coração, e através da fé lhe proporcionará a humildade e a coragem necessárias para buscar o perdão junto a quem você prejudicou/humilhou/magoou.

Desta forma o arrependido verdadeiramente percebe e se sensibiliza das conseqüências ruins que seus atos causaram para outras pessoas.

Jesus Cristo sofreu e pagou por nossos pecados para que possamos nos arrepender. O arrependimento nos aproxima de Deus para obtermos o perdão.

"O arrependimento pode ser considerado como a dor sentida por causa da dor causada".
 “O arrependimento é o primeiro passo para o Perdão”.

Acalme o seu Coração!
Vença o Mar da Aflição.
Busque o seu Perdão!


Izzo Rocha

8 de fevereiro de 2015

Um bom emprego.






Ser humilde é tratar seus empregados e ou subordinados com respeito e humanidade. 
(Izzo Rocha)





2 de fevereiro de 2015

Sentimento de Culpa


A nosso favor ou contra nós, em algumas alturas da nossa vida apodera-se de nós um sentimento de culpa. 

Se a interpretação da culpa nos servir, nos engrandecer e for adaptativa e adequada funcionará certamente como um elemento para o nosso desenvolvimento pessoal.

No entanto, muito de nós sentimo-nos culpados com bastante freqüência levando-nos para caminhos autodepreciativos e destrutivos.

É uma parte natural da vida e realmente desempenha uma função adaptativa que nos ajuda a aprender com as experiências dolorosas ou assustadoras.

Apesar da crença comum em contrário, a experiência da culpa não é totalmente negativa, improdutiva e destrutiva. Saiba como lidar com o sentimento de culpa, aprendendo a retirar o que lhe serve, a minimizar os danos e a enfrentar a vida por outra perspectiva.

“Culpa” é o termo que usamos para os sentimentos negativos que repetidamente sentimos quando cometemos um erro que consideramos grave, ou quando fazemos algo que gostaríamos de não fazer ou de não ter de o fazer.

A mente ativa a preocupação, revê vezes sem conta as escolhas ou ações e os resultados envolvidos, experienciamos um enorme sentimento de remorso que, para muitos parece um misto de náusea e um senso palpável de arrependimento muito significativo.

A culpa e o remorso podem trazer-nos esclarecimento, mas aplicado de forma inadequada, podem causar-nos complicações. A culpa pode ser saudável, mas igualmente destrutiva.

Aquilo que dizemos a nós mesmos de forma repetida e recorrente vai ficando enraizado na nossa mente.  O que dizemos a nós mesmos e a forma como dizemos, na verdade, pode ter efeitos enormes. 

É como se algumas partes do nosso interior, os processos mentais inconscientes ficassem mais sintonizados com o que dizemos a nós mesmos em silêncio ou em voz alta. 

É importante ter cuidado acerca da forma como você diz as coisas para si mesmo quando está passando por dificuldades, lutas ou arrependimentos. 

Deve tentar ter o mesmo cuidado ao falar para si, tal como teria se falasse com um amigo que está passando por dificuldades ou que tenha feito algo do qual não se orgulhe.

Por:Miguel Lucas 


29 de janeiro de 2015

Despedida



Existem duas dores de amor:

A primeira é quando a relação termina e a gente, seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro,  com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva, já que ainda estamos tão embrulhados na dor que não conseguimos ver luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.

A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços, a dor de virar desimportante para o ser amado.

Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida: a dor de abandonar o amor que sentíamos. 

A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre,  sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…

Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.

É que, sem se darem conta, não querem se desprender.

Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir,  lembrança de uma época bonita que foi vivida…

Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual  a gente se apega. Faz parte de nós. 

Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis,  mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo, que de certa maneira entranhou-se na gente,  e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor mais amena, quase imperceptível. 

Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’
propriamente dita. É uma dor que nos confunde. 

Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos
deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por
ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos,  que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. 

É o arremate de uma história que terminou,  externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente… 

E só então a gente poderá amar, de novo.


Martha Medeiros.